Nenhuma postagem.
Nenhuma postagem.

SEDE DO CENTRO COMUNITÁRIO

SEDE DO CENTRO COMUNITÁRIO

HISTÓRICO DA ENTIDADE

O Centro Comunitário Márcio Gonçalves Vieira – SEM FRONTEIRA, foi criado em 1998 e é uma instituição sem fins lucrativos, de Utilidade Pública Municipal e voltada totalmente para o bem comum, atuante no cenário nacional, desenvolvendo atividades nas áreas de capacitação em: Informática, Meio Ambiente, Saúde, Educação, Cultura e Políticas Públicas.
Buscamos o desenvolvimento humano através de ações e práticas sociais e ambientais, que vão do apoio à educação básica, á assistência na Terceira idade.
As ações integradas e com visão ampla de atuação promovem o aumento da qualidade de vida das diversas faixas etárias e classes sociais, melhoram a socialização e possibilitam um novo mundo para os atendidos pelos programas e projetos.
“Construir uma consciência critica diante do que se entende como verdade e instituir uma política de desenvolvimento para promover o homem e sua plena capacidade de viver dignamente, são sonhos que somente aqueles que acreditam no bem , transformam em realidade e apresentam novas perspectivas de vida ao povo que opta através de seus representantes por um mundo melhor”.
Sendo assim, partiremos do seguinte conceito:
ENSINAR - PLANTAR - CUIDAR - COLHER
Seguindo esse paradigma, podemos dizer que a melhor maneira de se mudar a cultura de uma comunidade é através da conscientização e da educação. Ensina-se a pessoa a plantar, com os cuidados necessários, e depois colher para poder comer, e não simplesmente dar a comida, mostrando que somente ela é quem pode fazer a diferença.
A partir do momento em que as oportunidades forem bem distribuídas, a sociedade será mais harmoniosa; e nós os colaboradores teremos consciência de que não mediremos esforços e a certeza de darmos oportunidades a estas pessoas que mais necessitam.
Nossa missão é a busca pelo desenvolvimento pleno, através da justiça social, dos direitos humanos e a melhoria da qualidade de vida da população.
O Centro Comunitário Márcio Gonçalves Vieira – SEM FRONTEIRA se faz presente em diversas comunidades e municípios do Estado do Rio de Janeiro, através de Programas e Projetos de Desenvolvimento Sustentável, apoio às Políticas Públicas, Geração de Trabalho e Renda e Capacitação para o Mercado de Trabalho, Programas para a Saúde Pública e Meio Ambiente, apoio ao cooperativismo, Associações e grupos de moradores que busquem apoio às suas ações. Neste contexto, podemos destacar:
Cooperativa de Lixo e Outros da Baixada Fluminense – COOPERLIXO – Belford Roxo/RJ;
Projeto Nhanduti de Artesanato (Crochê) Lote XV / Belford Roxo / RJ; com exposição na I Feira de Dusseldorf, na Alemanha;
Projeto Mulher Viva – UNESCO – Ministério da Saúde;
Projeto Infojovem – Capacitação em informática Básica; Lote XV/Belford Roxo/RJ;
Projeto “A Arte de Transformar Coisas e Pessoas” – capacitação em Educação Ambiental e resgate de cidadania dos catadores de Lixo e de suas famílias; Fundo Nacional do Meio Ambiente/MMA; Lixão do Morro do Céu/Niterói/RJ e Lixão de Babi/Belford Roxo/RJ;
Programa de Erradicação o Trabalho Infantil – PETI Lote XV /Belford Roxo/RJ;
Programa Agente Jovem de Desenvolvimento Social e Humano – aproximadamente 300 jovens com idade entre 15 e 18 anos – Governo Federal – Lote XV/Belford Roxo/RJ; Projovem Adolescente 2008 – cerca de 30 adolescentes com idade entre 15 e 17 anos - Governo Federal – Lote XV/Belford Roxo/RJ;
Balcão de Emprego Sem Fronteira – Projeto de RH, sem cobrar nenhuma taxa para as empresas e nem para as pessoas encaminhadas para inserção no mercado de trabalho; entre outros.
Com equipe multidisciplinar e altamente especializada, o CCMGV – SEM FRONTEIRA vem realizando estes trabalhos ao longo de sua trajetória, cerca de 140 mil atendimentos nos últimos 10 anos.

PROJETO MONA-VIE DE BIJUTERIAS DE SEMENTES DE AÇAÍ

Loading...
Loading...

"O baixo nível de escolaridade é um dos maiores desafios a ser enfrentado pelos governos municipais, estadual e federal, pelas empresas de um modo geral e pelas organizações não governamentais. Outro desafio é na qualificação profissional. Quanto menos qualificado maior será a dificuldade do trabalhador romper a barreira do desemprego".
Em vista desta situação, buscamos parcerias para implantação do Projeto Bijuteria, que visa ministrar cursos de qualificação profissional em montagem de bijuteria, gerando trabalho e renda para jovens carentes maiores de 16 anos que estão à procura do primeiro emprego e aos adultos não qualificados ao mercado de trabalho, podendo aumentar sua renda familiar.

O objetivo do projeto é levar os alunos a desenvolver habilidades como montadores, garantindo assim sua empregabilidade após o término do Projeto. Dessa forma o projeto traz uma nova perspectiva de vida para o aluno, pois alia a qualificação profissional a empregabilidade e acima de tudo à elevação de sua auto-estima como cidadão.

O Projeto visa qualificar os alunos a capacidade específica de qualificação profissional escolhida. Durante as oficinas faremos dinâmicas e atividades de elevação de auto-estima, valorização da atuação profissional e conscientização acerca do mercado de trabalho.
O aluno aprenderá o curso básico e avançado de bijuteria, no qual selecionamos as seguintes técnicas a serem aplicadas nas 10 aulas.

.1ª aula - Trabalhos com fios de nylon, lastec e silicone. Um ou mais fios. Espaços completos e vazios. Terminações.
·2ª aula – Trabalhos com fios de aço.
·3ª aula – Trabalhos com contra-pino.
·4ª aula – Trabalhos com “rabo de rato”+ macramé.

·5ª aula – Bracelete.
·6ª aula – Trabalhos com argolas, alfinetes e contra-pinos.
·7ª aula – Entrelaçamentos.
·8ª aula – Entrelaçamentos.
·9ª aula – Entrelaçamentos.
·10ª aula – Entrelaçamentos.

PROJETO INFOJOVEM

Loading...
O Centro Comunitário MGV - SEM FRONTEIRA busca através da informática a capacitação de jovens carentes com idade a partir de 14 anos que estejam estudando na Rede Pública de Ensino ou encaminhados pelo Conselho Tutelar, Promotoria da Infância e da Juventude, bem como do Conselho de Direitos da Criança e do Adolescente, que estejam dentro do perfil estipulado pela equipe social da entidade preparando-os em igualdade de condições para o mercado de trabalho.
Este projeto já atendeu a aproximadamente 2500 pessoas desde 0 ano de 2003, selecionados através de estudo do perfil social, feito por técnicos especializados.
Através deste quantitativo, estamos atendendo indiretamente a mais de 6000 pessoas, pertencentes aos grupos familiares dos alunos que estão se beneficiando diretamente através da possibilidade de geração de trabalho e renda dos jovens em questão.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS
* Estimular o jovem para o desempenho de seu papel de protagonista na sociedade; Através da formação da cidadania e sensível aumento da auto estima, estamos promovendo a oportunidade para que o adolescente oriundo deste projeto encare as chances oferecidas no mercado de trabalho em igualdade de condições, fazendo com que ele busque desempenhar o seu papel como ator principal e não como mero coadjuvante na formação da sociedade.
* Contribuimos para melhorar os indicadores sociais da comunidade onde ele está inserido; Através de trabalhos extra-classe, orientados por educadores sociais, pretendemos promovemos uma verdadeira mudança no perfil da nossa clientela,
* Inserir / reinserir /manter o adolescente no sistema educacional; Para que faça parte de nossa clientela o adolescente deve estar matriculado na rede de ensino. Procuramos promover aos adolescentes que estiverem fora da sala de aula a sua reinserção, para que o mesmo esteja apto a ingressar em um de nossos cursos.
* Formar lideranças comunitárias; Através de cursos paralelos de formação de liderança e cidadania, nos horários ociosos.
* Promoção do resgate dos vínculos familiares e comunitários; Através de estudo do perfil social do adolescente, principalmente os oriundos dos Conselhos Tutelares e Juizados da Infância e da juventude.
* Focamos ainda o atendimento na família. Através do Serviço Social Comunitário oferecido pelo Centro Comunitário M.G.V – Sem Fronteira, estamos buscando um atendimento global para a família do adolescente, com as parcerias da FUNBEL – Fundação de Desenvolvimento Social de Belford Roxo; SINE – Sistema Nacional de Empregos e outras entidades parceiras.

Cleia Figueiredo (Coordenadora Geral) e Enoque (Diretor Social)

PRÊMIO EMPREENDEDORISMO

O Conselho Superior da Faculdade de Belford Roxo -FABEL outorgou à "Cleia Figueiredo de Souza" Coordenadora Geral do Centro Comunitário MGV - SEM FRONTEIRA, o "Prêmio Empreendedorismo", por suas ações inovadoras e efetivas em prol do desenvolvimento de nossa região da Baixada Fluminense e do Município de Belford Roxo.